Vinho – Nederburg Noble Late Harvest 2011 um doce de vinho

0
1890

Winemasters Noble Late Harvest O vinho doce tem sua popularidade desde a época da Roma antiga quando junto com os brancos eram os vinhos mais admirados. Na idade média, em grandes cidades como Veneza, a preferência pelos doces era notória. No final do século 17 o vinho doce destacava-se no mercado holandês, um dos mais importantes da época. Atualmente, Alemanha, França, Hungria e Itália produzem ícones doces idolatrados em todo mundo. Entre os países do novo mundo, a África do Sul se destaca como produtor dos mais famosos e tradicionais vinhos doces naturais.
Um destes vinhos que agora chega ao mercado com a safra 2011 é o Nederburg Noble Late Harvest elaborado com as castas Chenin Blanc e Muscat de Frontignan das regiões de Durbanville e Paarl. O vinho tem um visual dourado e viscoso, aromas de frutas amarelas, frutas cítricas e mel. O paladar é fiel as qualidades aromáticas, sendo acompanhado por um harmonioso equilíbrio de doçura e acidez.
A safra de 2011 do Noble Late Harvest já está no mercado e chega com a indicação de 5 estrelas pelo seu sabor, visual e aroma obtida no guia John Platter’s South Africa Wines – 2014 o mais importante da África do Sul. No Brasil o vinho é distribuído pela importadora Casa Flora em garrafa de 500 ml e com preço médio de R$ 100.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here