Campeonato de Barista, como se tornar um jurado profissional

0
838

Começa hoje o 12º Campeonato Brasileiro de Barista, o 5º. Campeonato Brasileiro de Latte Arte e o 5º. Campeonato Brasileiro de Coffee in Good Spirit promovidos pela Associação Brasileira de Café e Barista (ACBB) no 7º Espaço Café Brasil – Feira Internacional de Café, no Expo Center Norte, em São Paulo que vai até sábado.

Tive a honra de ser convidado pela ACBB para participar como jurado do Coffee in Good Spirits. O convite informava que teria que participar de um Workshop Preparatório para Juiz – Certificação com duração de dois dias ministrado pelo mexicano Jose Cleofas juiz certificado pelo WCE (World Coffee Events).

Aí é que começa a parte interessante que quase ninguém conhece destes campeonatos. Os juízes são treinados e testados a exaustão para poder julgar cada um dos campeonatos. São várias provas sensoriais, escritas e avaliações de dezenas de cafés para ver quem pode julgar cada uma das etapas. Sinceramente após o término do primeiro dia de treinamento já estava pensando seriamente em concorrer como barista pois acho que seria bem mais fácil.

O Campeonato de Barista é hoje o principal foco das atenções nas feiras mundiais de cafés especiais. Neste campeonato o barista tem 15 minutos para preparar e servir aos juízes: 4 espressos, 4 capuccinos e 4 drinques de assinatura onde nenhum ingrediente que contenha álcool é permitido. No caso do jurado você tem que provar, avaliar, dar nota e escrever comentários de cada bebida em menos de 5 minutos para não perder o ritmo da entrega das bebidas pelo barista.

Este campeonato é a menina dos olhos da WCE e o rigor para com os jurados é enorme. Depois de varias provas durante os dois dias de treinamento sai o resultado informando se você tem conhecimento suficiente e boca apurada para poder ser juiz. Caso não obtenha os índices mínimos infelizmente não poderá julgar e aí só no ano que vem pois a certificação vale por um ano para todos juízes. São duas categorias, juiz sensorial que avalia as bebidas e juiz técnico que avalia o preparo das bebidas que serão supervisionados por um juiz principal que avalia os jurados em cada etapa.

No campeonato de Latte Art os baristas disputam pela melhor performance e criatividade. Cada competidor tem que  preparar e servir, em 8 minutos, dois cappuccinos com latte art idênticos, usando apenas leite e café e duas bebidas de criação à base de leite e café, usando qualquer ferramenta ou ingredientes de decoração para a superfície da bebida. O desenho do latte deverá ser anunciado com antecedência  e o barista deverá entregar uma foto aos juízes antes da prova.

Nesta etapa cabe aos juízes sensoriais avaliar cada cappuccino e bebida de criação nos mínimos detalhes. Contraste entre os ingredientes, criatividade do desenho, qualidade visual da espuma e grau de dificuldade atingido são alguns dos critérios na avaliação.

Para finalizar o Coffe in good Spirits é um campeonato onde cada competidor deverá preparar e servir, em 8 minutos, dois Irish Coffees, feitos de uísque, açúcar, café e creme; e duas bebidas de assinatura quentes ou frias, com álcool e ingredientes livres. O preparo de bebidas alcoólicas à base de café é o objetivo desta competição. Baristas tornam-se barmen e vice-versa. Dos onze competidores, vencerá o que preparar os melhores drinques.

Tivemos que provar vários Irish Coffees para ver a temperatura de serviço, equilíbrio e combinação de sabores e drinques de criação nem sempre da melhor qualidade pois o objetivo era tentar identificar criações bem feitas e outras nem tanto.

Foi uma experiência muito boa pois alem de ganhar conhecimento e treinamento passei a valorizar muito mais este profissional que fica atrás de um balcão e nem sempre é valorizado, o BARISTA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here