Chef Kazuo Harada retorna a São Paulo com restaurante que traz seu nome

0
257
Chef Kazuo Harada retorna a São Paulo com restaurante que traz seu nome
Tokyo Milk Punch – (Sake, vodka, abacaxi & uva) R$ 40
Niguiri especial- Unagui / Enguia. R$ 44
(unidade)
Foto – Cesar Adames

A Ásia é o maior dos continentes, não apenas em área, mas também em população – não à toa, a culinária asiática tem uma história milenar. É por lá que se encontram algumas das montanhas mais altas do mundo, dos rios mais extensos e das selvas e florestas mais densas.

Japanese Trap Star – (Sake & maracujá ácido) – R$ 40
Crispy Shiromi – Finas fatias de peixe branco, massa crocante de trigo,

brotos, ovas de masago com molho cítrico. R$ 52
Foto – Cesar Adames

Essa diversidade, aliada a um precoce desenvolvimento de técnicas e processos, fez com que a culinária do continente fosse uma das mais intrigantes do nosso planeta. Países como Japão, Índia, China e Tailândia mudaram a forma como o mundo se alimenta.

Dark Plane – (Whisky japonês, ramazzotti, umeshu, limão & fernet) – R$ 40
Kaki Tokubetsuna (1unidade) – Ostra fresca, gema de codorna fresca,

ouriço, brotos com molho ponzu – R$ 28
Foto – Cesar Adames

Inspirado nessa cultura milenar, repleta de influências, o chef Kazuo Harada inaugurou sua nova casa, após 7 anos longe da capital paulista. O restaurante Kazuo, localizado no Itaim, propõe uma viagem gastronômica à Ásia, trabalhando com uma fusão de sabores e ingredientes desses emblemáticos países. “Com tradição e técnicas, trago uma proposta de um restaurante oriental asiático. A ideia é deixar o sushi bar e a cozinha quente em equilíbrio e com a mesma relevância dentro do restaurante, trazendo assim uma experiência diferente para a cidade”, explica.

Wasabi Sour – (Gin, wasabi & limão) – R$ 40
Maguro Foie Gras / Atum com foie gras e teriyaki R$ 27 (unidade)

Foto – Cesar Adames

Com um ambiente amplo, com capacidade para 93 pessoas, um imponente sushi bar no meio do salão, em que os clientes acompanham a produção de seus sushis. Além disso, bar e varanda fazem parte da composição do salão. Na parte de cima, salas privativas para famílias e pequenos grupos terem uma experiência mais intimista. 

Kazuo Thai – (Rum, abacaxi, umeshu, amareto & limão) R$ 40
Cha Gio Vietnamita – Rolinho feito de folha de arroz, porco,

cogumelo asiático, pimenta, alface, ervas e molho cítrico. R$ 65
Foto – Cesar Adames

Dinâmico, inventivo e inovador, o restaurante apresenta diferentes propostas, seja no balcão ou nas mesas. O cliente pode optar pelo omakase que inicia com 3 entradas;  servidos em unidades, a etapa dos sushis chegam em 10 niguiris de um único corte, e seguem a tradição japonesa sendo produzidos com peixes de espécies comuns da região de consumo e de onde encontram-se as correntes de água mais frias como Ilha grande, litoral sul paulista e litoral do nordeste. Nos pratos quentes, a viagem pelas cozinhas chinesa, tailandesa, vietnamita, malasiana e coreana completam a experiência do comensal, trazendo bocadas de sabores de cada região. A experiência omakase (R$390) fica disponível apenas no jantar. 

Hong Kong praws – Camarão na wok, gengibre, alho, nozes pecã
caramelizadas e molho de ostras. R$ 72
Drift King – (Jerez, vermouth, manga com coentro & kirin ichiban) – R$ 40

Foto – Cesar Adames

Outra grande aposta da casa é o bar e sua carta de drinks assinada por Alex Sepulchro, head bartender do premiado SubAstor. Por lá, as pessoas poderão conferir clássicos da coquetelaria, além dos autorais como o Tokyo Milk Punch, preparado com uva verde, abacaxi, Lillet, vodka, sakê, Monin vanilla, limão siciliano, licor de yuzu e leite integral; o Kazuo Tai com rum escuro, Monin orgeat, purê de abacaxi, licor umeshu, suco de limão tahiti e licor amaretto; e, fechando a lista o Lost in Translation com whiskey bourbon, sauvignon blanc, vinagre de arroz e uma solução que traz acidez ao coquetel.

TRIO ESPECIAL DE CHOUX – Massa choux de baunilha com bourbon,
frutas vermelhas e chocolate Belga 70% – R$ 36 para acompanhar Licor umeshu
Foto – Cesar Adames

“Volto a minha terra natal com muita força e vontade de fazer dar certo. Sinto a adrenalina como se estivesse abrindo meu primeiro restaurante. Mas agora com a experiência e bagagem que me trouxeram até aqui”, finaliza Kazuo.

Formado em hotelaria, Kazuo voltou-se para a gastronomia e trabalhou no Grand Hyatt por 10 anos, em três países diferentes. Além disso, passou três anos liderando o Mee no Copacabana Palace, em que ganhou suas principais premiações.

O Kazuo fica em frente ao Shopping Iguatemi
Foto – Cesar Adames

Serviço:

Rua Prudente Correia, 432, Jardim Europa  –  Tel. 11 97620-8488

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here