Como foi o Habanos World Challenge Brasil 2019

1
1350
Mesa de jurados da segunda fase do Habanos World Challenge contou com três brasileiros e dois chilenos. Foto – Cesar Adames

Uma das competições mais apreciadas durante o Festival del Habano em Cuba teve sua 1ª. edição no Brasil na terceira semana de Agosto.

Prova teórica – Foto – Cesar Adames

Fase 1 – A seleção

A primeira fase consiste em uma prova escrita que foi realizada no dia 13 de julho na cidade de São Paulo na La Casa del Habano Esch Café nos Jardins. As provas foram realizadas em duplas e cobrem os principais temas relacionados ao mundo dos charutos Cubanos: cultivo, elaboração, marcas, degustação e lançamentos. Nesta etapa tivemos sete duplas e foram selecionadas cinco para etapa final.

Fase 2 – A escolha

As cinco duplas selecionadas retornaram  no dia 21 de Agosto para a segunda fase.  Nesta etapa, as duplas participaram de uma degustação às cegas de dois Habanos e apresentaram o seu Habanos Moment. O Habanos Moment é um conceito lançado pela Habanos S.A que representa o momento da degustação de um charuto. Nele, são avaliados o corte e o acendimento além da harmonização de um charuto com uma bebida propostas por cada dupla. Tanto a prova escrita quanto as apresentações foram feitas em espanhol ou inglês, linguas oficias do Festival del Habano.

Um dos grandes desafios, descobrir quais charutos foram apresentados.
Foto – Cesar Adames

Cata cega

Nesta etapa as duplas receberam dois charutos sem a anilha original e deveriam dizer qual era sua fortaleza (força), marca, nome de galera (fabricação) e nome de saída (nome comercial). Esta etapa valia 40 pontos e os charutos degustados foram o Partagas Serie D No. 4 e o Cohiba Siglo II. Infelizmente um dos participantes não conseguiu chegar em tempo e a dupla acabou sendo impedida de participar.

Em primeiro plano os competidores, Atrás amigos e convidados.
Foto – Cesar Adames

Habanos Moments

Marcelo e Marcelo em ação
Foto – Cesar Adames

Com quatro duplas nesta etapa a criatividade e ousadia marcaram as apresentações. A primeira dupla a se apresentar foi Marcelo Esteves e Marcelo Oliveira que apresentaram a combinação Cohiba Talismã Edicion  Limitada 2017 com o vinho de sobremesa Tokaji Aszú 5 Puttonyos.

Preparando o Negroni Defumado
Foto – Cesar Adames

Logo em seguida veio a dupla Rafael Vaghetti e Dino de Piccoli que simulou um encontro de amigos com pouco tempo para degustar um charuto. A escolha foi o Cohiba Medio Siglo e um Negroni Defumado. A preparação do drink chamou a atenção de todos presentes pois foram feitos sete drinks um a um.

Primeira etapa da degustação com Rum Botran
Foto – Cesar Adames

A dupla Silvana Bencomo e Fabio Augusto inovou ao apresentar a harmonização do Partagas Serie E No. 2 com duas bebidas, Rum Botram e Cachaça Angelina com Cambuci.

Foto – Cesar Adames

Para terminar a sequencia de apresentações Sergio Cimerman e Claudio Haase apresentaram uma harmonização com Cohiba Talismã Edicion  Limitada 2017 e vinho do  Porto Taylor’s Single Harvest 1966 que na história contada fez uma ligação do ano do vinho com o de fundação da marca Cohiba.

Gran Finale

Terminado as apresentações o resultado só foi divulgado a noite durante a Habanos Night, evento que aconteceu no Buffet Colonial no mesmo dia. A dupla ganhadora que irá representar o Brasil em Cuba na terceira edição do Habanos World Challenge em 2020 será Sergio Cimerman e Claudio Haase. Boa sorte a dupla.

Edgar Esch (La Casa del Habano – SP), Sérgio Cimerman, Claudio Hasse e Alexandre Avelar (Presidente do Juri) na entrega da premiação.
Foto – Cesar Adames

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here