LIVE The Glenlivet na próxima quinta 21 de Janeiro

0
319
Foto – Divulgação

Nessa quinta-feira, dia 21/01 Ken Lindsay, embaixador internacional de The Glenlivet, e Mauricio Porto, sócio do Caledonia Whisky&Co, fazem live no Instagram do @ocaoengarrafado às 18h30 em torno de três rótulos do emblemático whisky escocês. As doses em 30 ml estão sendo vendidas no Caledonia, para quem deseja provar.
O trio que compõe esta jornada etílica que levará os participantes a um passeio sensorial até Speyside, onde The Glenlivet é produzido, começa por The Glenlivet Founder’s Reserve, seguido de The Glenlivet 15 e finalmente The Glenlivet 18. Esta trilogia Glenlivet pode ser adquirida em doses de 30 ml no Caledonia Whisky & Co, ao custo de R$ 156,00, que vêm dentro da caixa personalizada de The Glenlivet.

The Glenlivet Founder’s Reserve

Leve e fácil de beber, equilibrado e com os sabores cítricos e frutados típicos da marca, o Founder’s Reserve é uma aposta certeira para quem está se tornando um entusiasta de single malts. Trata-se de uma versão mais moderna do TGL 12 anos, o whisky de entrada da marca.  Amadurece em uma combinação de barricas de carvalho americano de primeiro uso –  que antes continham Bourbon whisky – com outras barricas de carvalho americano que já haviam maturado The Glenlivet antes. O processo dá origem a um whisky consistente, em que os resultados se baseiam na escolha e combinação das barricas mais pelo sabor do que pelo tempo de maturação. O nome do whisky faz homenagem ao fundador da destilaria, George Smith, o primeiro a legalizar sua destilaria em 1823.  

Tipo: Single Malt sem idade definida

Destilaria: Glenlivet

Região: Speyside

ABV: 43%

Aroma:  cítrico, com frutas vermelhas.

Sabor: sabor frutado e levemente cítrico. Final de médio para longo, com baunilha e açúcar refinado. Muito leve e fácil de ser bebido.

Preço sugerido:  R$ 269,90 à venda no site www.drinksandclubs.com.br  e no www.caledoniastore.com.br  

Foto – Divulgação

The Glenlivet 15 

Envelhecido em barricas de carvalho americano, que antes receberam Bourbon Whiskey, e com parte do destilado transferido para barricas virgens de carvalho francês, em um processo chamado de maturação seletiva, o Glenlivet 15 se caracteriza por sabor picante e frutado, com um toque de dulçor e baunilha, adquirindo bastante complexidade e profundidade. Recebeu prêmio de Liquid Gold (Ouro Líquido) pela Jim Murray Whisky Bibile de 2014, e ouro pela International Wine & Spirit Competition em 2017 na categoria de Single Malt de Speyside. Também arrematou o ouro pela The Scotch Whisky Masters em 2015 e 2014, na categoria de single malts entre 13 e 19 anos.

Ficha Técnica 

Tipo: Single Malt 15 anos

Destilaria: Glenlivet

Região: Speyside

ABV: 43%

Aroma: frutado e adocicado. Baunilha com uma certa pimenta.

Sabor: frutado, com maçã, baunilha e caramelo, e final com canela.

Preço sugerido:  R$ 479,99 à  venda no site www.drinksandclubs.com.br  e no www.caledoniastore.com.br

Glenlivet 18 anos 

Versão mais clássica desse trio, o Glenlivet 18 anos é maturado em barricas de carvalho americano que antes continham bourbon whiskey, bem como barricas de carvalho europeu que antes maturaram vinho jerez. Há uma combinação de barricas de primeiro e segundo uso, com objetivo de criar constância e dar harmonia ao produto final. É um dos mais acessíveis single malts dezoito anos disponíveis no mercado. Para quem é fã dos whiskies clássicos este é o seu whisky. Sutil, equilibrado, complexo, sem grandes surpresas, mas extremamente agradável. Um clássico modernoso.

Tipo: Single Malt 18 anos

Destilaria: Glenlivet

Região: Speyside

ABV: 43%

Aroma: cítrico, com mel, baunilha e especiarias.

Sabor: sabor frutado, com bala de caramelo e mel, levemente cítrico, apimentado e com final longo e amargo.

Preço sugerido: R$ 699,90 à  venda no site www.drinksandclubs.com.br  e no www.caledoniastore.com.br

Foto – Divulgação

Sobre The Glenlivet

A história de Glenlivet se confunde com a das destilarias escocesas e reveste-se de curiosidades. Foi a primeira a obter a licença do Rei George IV para operar de forma lícita, dando origem a single malts reconhecidos e premiados internacionalmente. Era tão conhecida e popular à época que seu nome chegou a ser utilizado como denominação de origem controlada. 

Conta-se que na Escócia, no início do século dezenove, um homem chamado George Smith destilava whisky de forma ilegal dentro do ducado do Duque de Gordon. Mesmo sendo ilícita, a destilaria ficou famosíssima e chamava-se Glenlivet. Em 1823, coincidentemente, o Duque apoiou a alteração de legislação que permitia que destilarias adquirissem uma licença para funcionar de forma lícita.  E quando o Rei George IV legitimou as atividades dessas destilarias, a Glenlivet foi uma das pioneiras.

Em 1881, George Smith Grant, neto de George Smith ganhou na justiça o direito de usar o nome The Glenlivet.  E nos dias atuais, já em 2009, a destilaria passou a ser controlada pela Pernod- Ricard, elevando sua capacidade de produção em 75%.

Destilado em alambiques de cobre no formato de lanternas – só encontrados na lendária destilaria de Speyside – The Glenlivet usa os mais puros grãos de cevada maltada e envelhece em barris de carvalho americano e francês que lhe conferem complexidade, equilíbrio e elegância. Glenlivet é atualmente uma das maiores destilarias em volume de produção do mundo, sendo o Glenlivet o single malt mais vendido nos Estados Unidos, e o segundo mais vendido no mundo.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here