Nat Sherman fecha suas portas em Nova Iorque

2
740

Antes de se tornar uma referência no mercado de charutos Nat Sherman fez fortuna dirigindo um famoso speakeasy em Nova Iorque durante os anos 20 em plena Lei Seca que varreu os Estados Unidos naqueles tempos. Por conta deste negócio ele ficou sócio da Traub Brothers and Bear que produzia os charutos da marca Epoca que eram feitos em Havana, Cuba e Tampa, Flórida.

Tempos depois, um importante corretor imobiliário de Nova Yorque chamado Abe Gubertz teve dificuldades de fluxo de caixa durante a construção de um edifício de 38 andares localizado na 1400 Broadway, na Broadway em Manhattan. Sherman concedeu um empréstimo a Gubertz, ocupando um espaço localizado no saguão como pagamento parcial.

O novo espaço vendeu cigarros e charutos em quantidades substanciais para quem trabalhava no prédio e provou ser um meio de distribuir seus próprios charutos, incluindo os produtos das marcas Epoca e Nat Sherman. A empresa também era importadora e distribuidora exclusiva da marca Bolivar de fabricação cubana nos Estados Unidos.

Noventa anos depois desta história ter começado ela chega ao fim. Foi anunciado que no final de Setembro de 2020 a Nat Sherman Internacional Manhattan Townhouse vai fechar suas portas. A empresa que tinha sido adquirida pelo grupo Altria Group Inc. em 2017 fecha não só a loja mas toda operação com este nome.

A decisão veio depois da Altria tentar encontrar um comprador para o negócios durante vários meses. Charutos nunca fizeram parte dos negócios do grupo onde os cigarros tem parte principal. Segundo um executivo do grupo “Embora reconheçamos a força e o valor do negócio de charutos premium, ele não é essencial para o portfólio de tabaco da Altria”.

2 COMENTÁRIOS

  1. Li as duas reportagens e a sua trás fatos históricos importantes que a do Mr Shanken não nos oferece. Muito bom.
    Mas o fato de perder uma instituição do mundo “tabacalero” é sempre muito triste.
    Espero que ainda surja algum investidor disposto a dar continuidade no negócio. Afinal estamos falando de Nova York que não deve perder a condição de centro do mundo e de charutos que é um business em franca atividade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here