Por trás da Cabana da Cachaça

0
477

 

Eu ia publicar mais um tópico sobre cachaças brasileiras que fazem sucesso no exterior por conta de uma nota que saiu no Jornal Valor Econômico de ontem (23 de abril de 2009) na seção Tendências & Consumo (página B5). A cachaça se chama Cabana Cachaça e é produzida em Jaguariúna e vendida nos Estados Unidos desde 2006. Segundo a nota é um sucesso por lá e acaba de fechar um acordo com a distribuidora D’Olivino (que distribui vinhos e azeites) para ser comercializada no Brasil. 

  

valor-economico-23-de-abril-de-2009

 

cabana_2Até aí tudo bem mas resolvi dar uma viajada na web para ver um pouco mais sobre o produto e entrei no site deles que é http://www.cabanacachaca.com/ . Logo de cara o site entra pela mata selvagem para chegar no Rio de Janeiro e aí você tem que escolher entre a Cabana Vídeo, a cidade ou o bar. Na Cabana Vídeo você vai encontrar um videozinho bem sem vergonha e apelativo para vender cachaça para os gringos.  A campanha foi desenvolvida pela agência novaiorquina Ayrett Free Ginsberg que já vez campanhas para divulgar a imagem do Brasil no exterior. Eles são campeões em usar os clichês futebol, carnaval ou mulher. A opção, desta vez, foi pelo corpo nu da modelo que aparece no video e nos wallpapers oferecidos no site. Na mídia impresa sobre as fotos do corpo nú da modelo está impresso o slogan ‘Authentically Brasilian’ (brasilian escrito com ‘s’ e não com ‘z’). Isso pode ter feito sucesso lá com os gringos mas eu quero ver é como é que eles vão divulgar a campanha aqui no Brasil. O mais interessante é que a Cabana Cachaça foi criada pelo americano Matti Anttila e por um brasileiro João Pedro Simonsen que com certeza estava mais interessado nos $$$$ do que em divulgar o produto nacional.

 

Felizmente nem tudo está perdido, temos exemplos como a Sagatiba que fez uma ótima campanha sem apelar e a Leblon, criada por um americano para ser vendida nos Estados Unidos que fez sucesso lá fora e esta indo muito bem aqui no Brasil com um trabalho excelente nos restaurantes.

1 COMENTÁRIO

  1. Como você mesmo disse, as outras duas marcas de cachaça fizeram um otimo trabalho de marketing, mas vai ser dificil tirar essa imagem do Brasil de que temos apenas carnaval, indio e mulher(entenda como sexo facil)…….
    Agora se a marvada de cachaça for boa, e como estamos no Brasil e aqui não precisamos desse tipo de “propaganda”, vamos toma-la e de preferencia bem acompanhado….
    Abraços
    Ademir Canhoto

  2. César,
    Essa campanha foi veiculada há aproximadamente 1 ano. Inclusive no Brasil!
    Fiz dois posts sobre isso, o que inclusive fez com que o Matti Antilla e o João Simonsen me procurassem. Foi quando tive a oportunidade de provar a cachaça.
    No inicio, como você pode ver nos posts que fiz (links abaixo), fiquei um tanto indignado – como brasileiro. Depois, como publicitário, comecei a analisar algumas outras propagandas de bebidas e algumas até de charutos, todas de marcas consagradas, e pude constatar que esse conteúdo mais sexista não era exclusividade da Cabana, sendo ela – inclusive – a de mais bom gosto dentre todas que vi. Pelo menos, melhor que samba, suor e futebol.
    Já a cachaça, é um produto de boa qualidade, bem adequado ao mercado exterior. Ela é suave, tanto em aroma quanto em sabor, o que faz dela uma boa opção para a coquetelaria. Acredito que melhor até que a Leblon e a Sagatiba (claro!).
    O ponto alto é a embalagem. Não existe no mercado nacional ou exterior, uma cachaça com uma embalagem neste nível. Nem a Sagatiba Preciosa que apesar da garrafa de cristal XYZ, tem um design de gosto um pouco duvidoso. Tenho um exemplar em casa para uma futura prova.
    Abaixo os links para meus posts em ordem cronológica:
    http://www.ocachacier.com/mm/?p=48
    http://www.ocachacier.com/mm/?p=113
    Abração,
    Mauricio Maia (Mura)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here