Southern Comfort, o espírito de New Orleans

0
505
Foto – Divulgação

Southern Comfort foi criado originalmente em 1874 pelo lendário Barman sulista Martin Wilkes Heron – em New Orleans – Lousiana. M. W. Heron, filho de um construtor de barcos, produziu SoCo pela primeira vez na Taverna McCauley’s, a mais ou menos 3km da “Bourbon Street”. Heron pegou whisky não refinado da época, é bom lembrar que as leis para a fabricação de whisky não eram o que são hoje, whisky forte e de sabor terrível era a normal e o misturou com frutas e especiarias. Heron chamou sua bebida de “Cuffs and Buttons”.

Mistura lendária

M.W. Heron criou o primeiro lote genuíno de um whisky suave, misturado com frutas e especiarias. Era uma receita original, segundo historiadores, começou com um Bourbon de boa qualidade e alguns ingredientes como: fava de baunilha, limão, pau de canela, cravos, cerejas e laranja. Reservava a mistura por alguns dias, e então acrescentava seu adoçante: ele gostava de usar mel. Até hoje o legado de Heron é guardado com segurança e sua fórmula continua sendo secreta

Em 1889, Heron se mudou para Memphis, Tennessee, onde patenteou sua criação em 1898 e começou a vendê-la em garrafas seladas com o slogan “None Genuine But Mine” e “Two per customer”. Nesta época, ele mudou o nome para Southern Comfort e sua receita ganhou a medalha de ouro na Feira Mundial de 1904 em St. Louis, Missouri.

Crescimento acelerado

Nesse ponto, a base de operações de Heron era o Tennessee, mas quando a Proibição começou no estado em 1909, Heron se mudou para St. Louis, onde ele continuou a produzir. Em 1920, apenas três meses após a Proibição entrar em vigor no Missouri, Heron faleceu, deixando a marca e a produção para seu contador, G.M. Peoples. Peoples vende a marca em 1934 para Francis Fowler e Philip Fauke, donos uma empresa de extrato e aromatizantes de frutas. Eles estabelecem um acordo com a Midland Distilleries para a continuação da produção de Southern Comfort.

De 1940 a 1945, durante a II Guerra Mundial, a demanda por Southern Comfort cresce e pilotos dos aviões de guerra tomavam a bebida e apelidavam seus aviões de Southern Comfort. Com o sucesso do filme “E O Vento Levou”, um cocktail feito com SoCo e suco de cranberry chamado Scarlett O’Hara (nome da personagem principal) ganha enorme popularidade. Porém, na crise pós-Guerra, as vendas de Southern Comfort despencam.

Renascimento

Nas décadas de 50 e 60, após um investimento em publicidade, pesquisa de consumidores e materiais e guias para bares (como receitas de cocktails), as vendas voltam a crescer. No fim da década de 60 (1967 – 1970), Janis Joplin vira a mais famosa consumidora de Southern Comfort, alavancando ainda mais a marca, aparecendo com uma garrafa sempre que podia, em fotos, shows, etc. Em 1974 a marca já vendia 1 milhão de caixas. Em 1978 é vendida para Brown – Forman. Em 2016, a grande destilaria Sazerac adquiriu a marca, dando início a uma reformulação e escrevendo os próximos capítulos de Southern Comfort com toda a reverência que sua história exige.

Mudança de fórmula

Um ano após incorporar Southern Comfort ao seu premiado portfólio, a Sazerac anunciou que mudaria a fórmula, revelando que, durante décadas, SoCo havia sido fabricado com destilado neutro e não whiskey e que então isso mudaria, utilizando os estoques de whiskey de suas destilarias. E, também, remodelando a garrafa e descontinuando a linha saborizada e assim, resgatando 150 anos de história, sabor único e versátil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here